Os 5 melhores critérios para escolher fornecedores

Os 5 melhores critérios para escolher fornecedores

7 dicas para aumentar a produtividade após um ano de home office

7 dicas para aumentar a produtividade após um ano de home office

 

E-book GRATUITO

Leve essas dicas e muitas outras com você!

Baixe nosso e-book GRATUITO para melhorar sua produtividade, motivação e impulsionar sua carreira!

O potencial do Analytics Procurement

O potencial do Analytics Procurement

5 razões para contar com uma empresa especializada em compras de materiais indiretos

5 motivos para contar com uma empresa especializada na compra de materiais indiretos

Nos últimos anos, estamos acompanhando mudanças significativas na economia global que trazem uma série de barreiras e oportunidades para as organizações (transformação digital, preocupação com práticas mais sustentáveis, entre outras).

Para a área de compras, existem também outros desafios: reduzir gastos, tomar decisões acertadas, otimizar os processos do departamento e contribuir desta forma para o sucesso da empresa.

Uma excelente maneira de aumentar a eficiência do departamento e resolver seus principais problemas é contar com os parceiros certos. Listamos abaixo alguns motivos para ter como parceira uma empresa especializada em compras de materiais indiretos internacionais, ajudando a lidar com estes desafios complexos enfrentados no contexto atual. Acompanhe e tenha bons resultados!

1. Garantia de um atendimento premium

Obter a orientação correta, no momento certo, é fundamental para a tomada de decisão no dia-a-dia de uma empresa.

Um fornecedor escolhido de maneira precipitada pode trazer uma série de problemas: um atraso em uma entrega de um lote de materiais, por exemplo, pode gerar a paralisação de uma parte das operações por um determinado período, trazendo grandes prejuízos para a empresa.

Para garantir a compra de fornecedores confiáveis, aqui na Soluparts, desenvolvemos um ranking interno de fornecedores que avalia quesitos essenciais como prazo de entrega, preços, agilidade nas respostas, entre outros fatores.

A Soluparts tem grande experiência de mercado e acesso a mais de mais 15.000 fabricantes. Com uma comunicação clara e transparente, todo o nosso time de especialistas se esforça para proporcionar ao comprador uma experiência de conforto e segurança fazendo de tudo para atender suas expectativas.

Temos uma preocupação constante com o bem estar do cliente. Ao facilitar o processo de aquisições, damos, através de um atendimento premium, a possibilidade de encontrar o material indireto que ele precisa, não importa o país, fabricante, se a peça está obsoleta ou não melhorando a sua rotina de trabalho.

2. Melhores condições de pagamento a prazo

Negociar preços com fornecedores é algo que demanda dedicação e energia do departamento de compras. Toma tempo entrar em contato com o fabricante, explicar a demanda, aguardar o envio do orçamento, questionar os valores, tentar chegar em um preço ideal e definir as formas e prazos de entrega e de pagamento (este último é, muitas vezes, um dos momentos mais complicados, já que o fornecedor deseja receber o quanto antes pelo material enquanto para a empresa é melhor pagar a peça a prazo).

Com uma empresa especializada na compra de peças de reposição não é necessário realizar negociações com cada fornecedor, reduzindo o tempo gasto para a execução destas atividades. Além disso, no caso da Soluparts, é possível fazer o pagamento a prazo.

A Soluparts é parceira de seus clientes, entendemos que estamos todos jogando no mesmo time, por isso o sucesso do cliente é o nosso sucesso.

3. Contratos de compras adequados para as suas necessidades

Otimizar o tempo da equipe de compras, reduzindo a quantidade de cotações a serem trabalhadas pelo profissional do departamento pode ser feito através de contratos de compras.

Essa modalidade permite que as cotações se mantenham válidas por um determinado período. Neste caso, a empresa especializada recebe a lista de produtos a serem comprados e realiza as cotações. O cliente recebe as cotações das várias peça para aprovação. Quando houver demanda de um dos materiais inclusos no contrato, o cliente solicita a compra destes materiais pelos preços já estabelecidos (dentro do tempo de validade deste contrato).

Na Soluparts, há a opção do Contrato de Compras Anual, que oferece aos seus clientes uma comodidade crucial, reduzindo as burocracias e gerando economias para a empresa.

4. Equipe culturalmente diversificada para auxiliar nas negociações

Com a globalização e o desenvolvimento dos meios de comunicação, a dimensão cultural tornou-se uma importante aliada para a área de compras das empresas.

Seja para lidar com outras filiais da organização ou parceiros de outros estados e países, saber mais sobre o seu interlocutor (seus costumes e valores, por exemplo) garante um maior alinhamento, reduzindo a possibilidade de ruídos na comunicação.

Neste contexto, poder contar com um time alocado em diferentes países, capaz de se comunicar em diversos idiomas e que possui experiência em realizar aquisições em contextos culturais múltiplos, torna-se um diferencial.

Na Soluparts, nossos colaboradores, de várias nacionalidades, possuem experiência internacional, essenciais para a gestão de compras com fornecedores de todo o mundo.

5. Acesso a conteúdos relevantes para o dia a dia profissional

No mundo de hoje, informações e dados são o novo petróleo. No setor de compras não é diferente: ter em mãos informações sobre tendências de mercado (como a regionalização das cadeias de suprimentos, prevista por especialistas, no mundo pós pandemia de Covid-19), é algo extremamente relevante quando estratégias estão sendo definidas e há o interesse de se manter competitivo e atualizado.

A Soluparts empodera os compradores de materiais indiretos fornecendo conteúdos de qualidade sobre os desafios relativos à área de compras internacional, às inovações e novas tecnologias relacionadas à cadeia de suprimentos e ainda proporciona informações e dicas para você aprimorar suas habilidades pessoais, essenciais para o seu crescimento profissional.

Dica: acesse nosso blog para ficar por dentro das novidades que vão tornar sua rotina mais produtiva e eficaz!

 

Soluparts: segurança, confiança e conforto em seu processo de compras de materiais indiretos

Manter a produtividade e otimizar o tempo, num período marcado por mudanças intensas e rápidas, é um desafio a ser enfrentado pelas diversas áreas de uma empresa.

Para garantir mais segurança em suas decisões e tornar as compras de materiais indiretos mais eficiente, conte com a Soluparts, cujo time é especializado em fornecer apoio, soluções, condições comerciais e melhores preços para os seus parceiros, garantindo que todas as suas demandas sejam atendidas.

Possuímos escritórios em diversos países (Brasil, Alemanha, Portugal, Hong Kong e Estados Unidos) e contamos com profissionais experientes em negociação.

Para mais informações, visite nosso site e aproveite para fazer uma cotação com a nossa equipe.

Conheça o método de aquisições que avalia o custo total dos insumos antes da efetivação de cada compra, tornando o processo ainda mais eficiente e estratégico.

Strategic Sourcing: aprimorando o processo de compras com a Matriz Kraljic

Você já ouviu falar em Strategic Sourcing? Esse conceito vem sendo muito difundido entre os profissionais da área de compras e no meio empresarial.

Basicamente, essa metodologia, também conhecida como Estratégias Aplicadas no Supply Chain, pretende analisar o custo total de aquisição de produtos ou serviços através da observação, mapeamento e análise das especificações dos materiais, níveis de serviço e dos fornecedores.

Acompanhe a leitura para entender um pouco mais sobre a Strategic Sourcing e de que modo ela colabora para um processo de compras mais estratégico.

O que é Strategic Sourcing, afinal?

Questões como volatilidade política e econômica, transformação tecnológica, entre outros fatores, tornam o mercado cada vez mais acirrado, sendo imprescindível adotar processos  eficazes de sourcing para maximizar o desempenho e a eficiência dos negócios, destacando-se da concorrência.

Ligada diretamente à saúde financeira de um negócio, a estratégia baseia-se em avaliar todos os ângulos da aquisição de um material ou produto, identificando o impacto gerado nas finanças da organização. Esse método parte da premissa de que, mesmo que a compra seja feita para atender a necessidade de um setor, ela é parte da estratégia geral do negócio.

O uso de Strategic Sourcing permite analisar minuciosamente todos os custos externos e internos que influenciam no valor dos produtos finais – entre eles: logística, armazenamento e aquisição. Dessa maneira, é possível obter, entre outras vantagens:

  • Redução de custo nos produtos e serviços comprados;
  • Melhoria no tempo de entrega dos fornecedores;
  • Aperfeiçoamento da capacidade de negociação com fornecedores e agilizando o fluxo de aquisição.
  • Padronização dos processos em função da formalização das rotinas, que passam a ser documentadas;
  • Maior conhecimento do mercado fornecedor;
  • Racionalização da base de fornecedores;
  • Melhoria no relacionamento interno e externo do departamento de compras das organizações.

De maneira prática, com o Strategic Sourcing, as organizações compradoras podem deixar de focar apenas em aspectos transacionais de compras, incorporando maior inteligência no processo como um tudo, incluindo a escolha de fornecedores.

Assim, evita-se problemas como comprar de diferentes empresas fornecedoras a mesma categoria de materiais/produtos, pagando valores diferenciados – o que não é bom para os custos organizacionais.

Como incorporar o Strategic Sourcing

Dada a importância da estratégia, a empresa de consultoria AT Kearney desenvolveu e popularizou sete etapas do processo de Sourcing:

1. Análise das categorias de produtos usadas pelo negócio, padrões de gastos e de processos e departamentos envolvidos

Identificação das áreas de gastos, categorizando-as por conta da criticidade que representam – essa categorização ajudará a estabelecer prioridades no processo de compras. Se preciso, podem ser criados outros critérios de categorização (gastos diretos ou indiretos, internacionais ou domésticos, por exemplo).

2. Desenvolvimento de uma estratégia com base nos objetivos do negócio

A estratégia deve ser baseada nos objetivos da empresa, estabelecendo um fluxo de comunicação no qual todos os interessados ​​na aquisição tenham visibilidade do processo de compras como um todo.

3. Avaliação do mercado e criação de um portfólio de fornecedores

Análise aprofundada dos fornecedores atuais e futuros, verificando sua posição no mercado e avaliando os riscos e oportunidades que oferecem.

4. Elaboração e formalização de documentos para solicitação de proposta

Informar aos fornecedores, além dos dados dos materiais desejados, quais as expectativas de desempenho esperado, permitindo que tenham um claro entendimento do que a organização necessita. Após essas providências, que deve ser repetida com cada um dos fornecedores, resta aguardar o retorno de todas elas e só então selecionar o fornecedor ideal.

Na verdade, esse processo pode ser otimizado no caso de contratação de uma empresa especializada em spare parts, que se responsabiliza pela cotação junto aos principais fornecedores do mundo e que, entre outras vantagens, ainda oferece garantia do fabricante – veja o artigo e descubra a praticidade desse tipo de serviço.

5. Negociação com os fornecedores selecionados a partir de criteriosa análise

Tem por objetivo conseguir o melhor acordo possível para a empresa. Trata-se de uma etapa muito importante e detalhada, por isso sugerimos a leitura dos artigos:

Negociação avançada: prepare-se para melhores resultados
Solucionando conflitos em negociação
Conheça BATNA, o método de negociação avançada da Harvard

6. Escolha de fornecedores e acordos firmados

Esta é a etapa burocrática na qual são redigidos documentos e contratos, ou seja, ela representa o término do processo de compras. Mas, atenção: o Strategic Sourcing não acaba por aqui, já que o relacionamento com os fornecedores é constante, especialmente quando são responsáveis pela entrega de algum recurso estratégico para a organização.

7. Acompanhamento de desempenho e otimização do plano de fornecimento, conforme necessário

Medir efetivamente o desempenho dos fornecedores em relação aos requisitos e objetivos da organização é um trabalho contínuo que ajudará a entender riscos e planejar estratégias para minimizar possíveis interrupções na cadeia de suprimentos.

Entre as formas de acompanhamento, é possível adotar a técnica QBR (Quartely Business Review) que, como o próprio nome diz, consiste em conversar trimestralmente com os principais fornecedores da empresa e discutir temas como redução de custos e aperfeiçoamento do serviço.

Realizar uma pesquisa de satisfação e controle de qualidade com os departamentos que solicitaram os serviços do setor de compras é uma boa maneira de levantar outros dados e avaliar a performance dos fornecedores, bem como identificar se o estabelecido em contrato está sendo cumprido. Esses dados serão muito úteis para a reunião QBR e também para direcionamento de melhorias e busca das melhores soluções para antecipar e/ou resolver problemas.

Fazer uma análise detalhada dos seus fornecedores utilizando a Matriz Kraljic de Strategic Sourcing (abaixo) é outra forma de acompanhar o desempenho dos fornecedores.

Matriz Kraljic de Strategic Sourcing 

Após os 7 passos de Strategic Sourcing recomenda-se a formação da chamada Matriz Kraljic – baixe aqui nossa planilha que ajudará a elaborar sua Matriz Kraljic!

Trata-se, basicamente, de um gráfico dividido internamente em 4 quadrantes – veja o modelo abaixo:


Imagem: midassolutions.com.br

 

Preparamos um modelo de Matriz para te ajudar a mapear seus fornecedores!

 

Analisando o eixo Criticidade/Impacto no Negócio, veremos na parte superior os itens de maior peso financeiro para empresa, representando maior importância estratégica para os negócios. Já na parte inferior, temos os itens de menor peso financeiro e de menor relevância para a empresa.

Dificuldade de Obtenção/Complexidade de Mercado é o eixo onde, à direita, temos os materiais inseridos em um mercado mais complexo (poucos fornecedores, preços influenciados, monopólios, cartéis, etc). Do lado esquerdo, por sua vez, vemos os produtos ou serviços que estão em um mercado mais competitivo, com vários fornecedores brigando por contratos de fornecimento.

Posicionar cada produto em um gráfico como esse, ajuda os profissionais de compras a terem uma visão mais ampla das necessidades da empresa e seus respectivos impactos financeiros sobre o negócio.

 

Não esqueça de acessar o material que preparamos para te ajudar no mapeamento de fornecedores!

 

Por isso, a implementação da Strategic Sourcing em uma organização passa pela colaboração e pela conscientização da importância da coleta de dados. Além do manejo de tecnologia, é necessário inteligência operacional – para isso veja o artigo Habilidades essenciais para o gestor de compras 4.0 – e o uso de plataformas e sistemas, como os de Business Intelligence, por exemplo.

Aproveite para experimentar os serviços da Soluparts, especialista em compras de materiais indiretos, que conta com os principais fornecedores do mundo. Negociamos os melhores preços e condições de pagamento para otimizar o processo de compras da sua empresa: solicite uma cotação com a Soluparts!

Fizemos uma seleção com filmes que vão divertir e melhorar a performance do profissional de compras. Aproveite o tempo livre em casa para aprender e espairecer!

5 filmes que todo profissional de compras deve assistir

O que pode ser melhor do que assistir a um bom filme? Ver o filme e, ainda por cima, melhorar nossa performance no trabalho!

Pensando nisso fizemos uma lista de 5 filmes imperdíveis para a rotina do profissional de compras – e que pode ser vista em boa companhia, aproveitando melhor o tempo em casa.

Prepare a pipoca, divirta-se e amplie seus conhecimentos!

1. Doze homens e uma sentença (1957)

Um clássico que tem Henry Fonda no papel principal. Narra a história de um jovem porto-riquenho que vai a julgamento acusado de ter matado o próprio pai.  Após apresentação das provas, doze jurados se reúnem para decidir a sentença, que precisa ser unânime.

Na primeira rodada para chegar à decisão, onze jurados – cada um com base em suas próprias convicções – decidem pela condenação. Mas, o 12º, Sr. Davis (Fonda), não está convicto da culpa do rapaz e inicia um processo onde tentará fazer com que os demais integrantes do júri revejam sua decisão.

Reflexões proporcionadas pelo filme

Mesmo sendo minoria, o Sr. Davis persiste em apresentar seu ponto de vista aos demais participantes do grupo.

Controlando suas emoções mesmo quando hostilizado por outras pessoas que participavam da “negociação” e utilizando argumentos para pautar seu ponto de vista, ele não tenta impor sua opinião. Sua tática é fazer com que as outras pessoas considerem outras opções, além da ideia concebida inicialmente.

Outra ponto que merece destaque é que o protagonista se mostra aberto a considerar outras opiniões, desde que sejam acompanhadas por bons argumentos. Ou seja, ele não tem intenção de fazer prevalecer a sua, mas a defende de modo respeitoso e inteligente.

Para ter mais detalhes das técnicas de negociação usadas pelo personagem e, principalmente, conhecer o veredito, confira o filme – ele, certamente, é uma excelente ferramenta para o profissional de compras avaliar sua forma de negociar e, até mesmo, aperfeiçoá-la para obter melhores resultados.

2. Amor sem escalas (2009)

Narra a história de um executivo, vivido por George Clooney, que viaja pelos Estados Unidos com a tarefa de demitir colaboradores de empresas multinacionais.

Ryan Bingham, nome do personagem de Clooney, adora seu trabalho. No entanto, sua rotina profissional é colocada na berlinda quando sua empresa contrata a jovem Natalie Keener (interpretada por Anna Kendrick), que desenvolveu um processo de demissão através de videoconferência, sem a necessidade das dispendiosas viagens.

Reflexões proporcionadas pelo filme

O embate entre a gestão tradicional e a nova é muito bem representado pela luta do protagonista em defender sua forma de trabalho, em alguns aspectos já ultrapassada, das mudanças proporcionadas pela transformação tecnológica.

Como o setor de aquisições se pauta, muitas vezes, em modelos de trabalhos mais tradicionais, o profissional de compras tem a oportunidade de refletir sobre a importância de se manter aberto à mudanças, colhendo os benefícios que a transformação proporciona.

A dificuldade de trabalho em equipe e de comunicação também são explorados no filme, onde ambos os personagens desejam impor seu ponto de vista. Somente quando um passa a tentar enxergar a situação sob a perspectiva do outro, é que passam a se respeitar e a aprender com a experiência mútua.

3. A Ponte dos Espiões (2015)

Baseado em uma história real, o filme conta com Tom Hanks e o ator inglês Mark Rylance (ganhador do Oscar de ator coadjuvante por esse papel).

Em 1957, em plena Guerra Fria entre Estados Unidos e União Soviética, o advogado James Donovan (Hanks) é encarregado de defender o espião russo Rudolf Abel (Rylance) em um tribunal americano e convence o juiz a deixá-lo vivo para servir de moeda de troca, caso algum americano seja preso em território soviético.

Alguns anos depois, o advogado é convidado a negociar a troca entre o espião russo e um americano e, de quebra, tentar a libertação de um estudante americano, preso em Berlin Oriental.

Reflexões proporcionadas pelo filme

Quando o advogado foi convidado a defender o espião do país inimigo, todos acreditavam que ele faria uma defesa simbólica. No entanto, ele se preparou para o embate e conseguiu identificar um argumento suficientemente forte para ter vez na “mesa de negociação”.

Não só surpreendeu os demais envolvidos, que certos da vitória não se prepararam para negociar, como demonstrou seu valor de negociador a ponto de ser chamado para uma negociação ainda mais importante e complexa (por conta dos conflitos envolvidos) no futuro.

Trata-se de uma aula de planejamento para negociação, incluindo ouvir outras pessoas da equipe para traçar a estratégia ideal e ter um “plano B”, sempre visando obter o melhor resultado possível.

4. Invictus (2009)

Outro filme baseado em fatos. Aborda o poder da liderança para solucionar conflitos e unir uma equipe.

Após o fim do Apartheid, o recém-eleito presidente Nelson Mandela (Morgan Freeman) precisa encontrar meios de liderar uma África do Sul que se mantém dividida racial e economicamente.

Para isso, ele escolhe a linguagem universal do esporte e une forças com o capitão de rúgbi, Francois Pienaar (Matt Damon), para unir todos os sul-africanos em favor da seleção do país na Copa Mundial de Rúgbi de 1995.

Reflexões proporcionadas pelo filme

Após sucessivos governos em que os direitos da população negra foram reprimidos, o grande líder Mandela não pensa em vingança. Mesmo sendo pressionado por alguns membros de sua equipe, ele opta pelo caminho da pacificação.

Muitas vezes é preciso conviver, dentro do próprio time, com indivíduos que possuem ideias diversas e, até mesmo, comportamentos diferentes. Um líder não teme manter ao seu lado pessoas com pontos de vista contrários aos seus, ele tira o melhor de cada um, sempre visando um bem maior e coletivo.

O filme reforça a importância da lealdade e do comprometimento, revelando que para criar uma boa equipe, inclusive com profissionais do setor de compras, é preciso uma boa liderança.

Outro aspecto muito interessante é a presença de dois tipos de líderes: o líder nato (Mandela) e um que vai sendo moldado para enfrentar uma situação complexa – no caso, o capitão de rúgbi.

5. A Rede Social (2010)

Revela os bastidores que levaram à criação do Facebook, em 2003, pelo gênio em computação, Mark Zuckerberg (Jesse Eisenberg), com a ajuda do brasileiro Eduardo Saverin – transformando o americano no mais jovem bilionário do mundo.

No filme é possível ver, ainda, as complicações pessoais e legais ocorridas durante o processo que transformou a rede social em uma das maiores do planeta.

Reflexões proporcionadas pelo filme

Os novos meios de comunicação, surgidos com a transformação digital, mudaram a maneira das pessoas interagirem, se comunicarem e até trabalharem – o home office tem se mostrado uma boa opção para muitas empresas.

Trata-se de uma boa maneira de entender o impacto das poderosas redes sociais nos dias atuais e de que forma elas podem ser utilizadas em benefício dos negócios – como pesquisar a reputação de fornecedores e melhorar a comunicação interna, por exemplo.

E, então, gostou das histórias sugeridas? Sentiu falta de algum filme que você já assistiu e contribuiu para sua formação de profissional na área de compras? Envie sua sugestão para nós ampliarmos nossa lista!

A incompatibilidade de interesses e necessidades é muito comum em negociações. Dominar técnicas de negociação, permitirá prevenir e lidar com essas situações.

Solucionando conflitos em negociação